Que a gordura em excesso faz mal à saúde todo mundo sabe. Mas o que está dando o que falar por aí é o fato de existirem óleos capazes de ajudar a perder peso. Sim, você entendeu certo. Está comprovado: a descoberta é que alguns componentes encontrados em óleos vegetais possuem propriedades benéficas para a nossa saúde e podem ajudar na guerra contra a balança.

Além de ajudarem na prevenção de doenças, um estudo feito pela Universidade de Navarra, na Espanha, afirmou que esses óleos chamados de funcionais, tem efeito anti-inflamatório. O que dá a eles essa propriedade é a presença de ômega 3, 6 e 9, um tipo de gordura conhecida como ácido graxo. Como o nosso corpo não produz esse tipo de substância, é importante que ela seja incluída em nossa alimentação.O estudo também beneficia as mulheres ao apontar que os óleos funcionais ajudam a regular os hormônios, principalmente no período menstrual, e aliviam a sensação de inchaço, Além disso, por conterem vitamina E, um importante antioxidante, ainda ajudam a combater os radicais livres. Os óleos funcionais podem ainda conter outros ingredientes benéficos. Estes podem ser extraídos a partir do processo de refinação, tais como beta-caroteno, vitamina k, fosfatidilcolina, utilizada no tratamento de doenças hepáticas, e a fosfatidilserina, utilizada na prevenção do envelhecimento cerebral.Você encontra diversos tipos de óleos funcionais nos supermercados. Entre eles estão os de algodão, de amendoim, canola, girassol, milho, uva, palma, gergelim, oliva e cártamo.
Óleos Funcionais encontrados nos mercados:
Coco, Copra.
Linhaça dourada, Lino Oil.
Gergelim, Pazze.
Girassol, Giroil.
Macadâmia, Pazze.
Castanha-do-pará, Vital Âtman.
Amêndoa doce, Vital Âtman.


Estudo feito pela Universidade de Navarra - Espanha


This entry was posted on 19:10 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

    Luciana Borba disse...

    Muito interessante Sandra, você sabe onde encontro o estudo da Universidade de Navarra na integra?

  1. ... on 27 de junho de 2013 23:50