O primeiro cuidado a ser tomado é o de se alimentar em pequenas quantidades várias vezes ao dia. O café da manhã e uma das principais refeições do dia e não pode ser negligenciado. O almoço e o jantar deve constar de refeições leves, que são de digestão mais fácil egarantem uma maior disposição, evitando o consumo de alimentos gordurosos e massa com molhos pesados. Durante a manhã e a tarde recomenda-se o consumo de frutas e sucos naturais, mantendo assim um aporte mais ou menos contínuo de nutrientes ao nosso organismo, ao invés de poucas refeições e em grandes quantidades que fornecem picos momentaneos de energia.

A ingestão de líquidos é de extrema importância para evitarmos a desidratação.Recomendamos que seja feita através de água, e sucos naturais que são agradáveis, leves e não dão aquela sensação de "barriga pesada", como acontece com os refrigerantes ou outras bebidas gaseificadas. Além disso sucos naturais garantem um aporte de vitaminas e sais minerais, o que não é garantido com o consumo de refrigerantes e bebidas alcóolicas, que favorecem a desidratação, e a eliminação de sais minerais pela urina.

Uma outra questão fundamental é o cuidado com o preparo e a conservação dos alimentos, principalmente os vegetais e as carnes.

A falta de cuidado com a higiene na manipulação de alimentos para consumo ou em sua conservação pode levar a ingestão de alimentos contaminados. Com isso podemos encontrar quadros de verminose e gastrenterites que pode manifestar-se apenas com diarréias de variados graus, ou como quadros mais graves que necessitam de internções em hospitais. Daí as necessidades de atenção quanto a esses cuidados.

A ingestão de quantidades insuficientes de líquidos, aliada a transpiração excessiva, predispõe a desidratação que pode ser muito grave. As crianças e os idosos são especialmente vulneráveis a essa complicação e, por isso, os pais devem estar atentos à hidratação adequadas de seus filhos e idosos, principalmente quando expostos ao sol. Lembrar que a diarréia e os vômitos secundários à ingestão de alimentos contaminados podem precipitar desidratação.

Por isso muito cuidado nesse verão, fiquem atentos!




This entry was posted on 15:39 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 comentários: